Como cancelar um protesto

Uma vez que seu título esteja protestado em Cartório, você só poderá cancelá-lo pagando este título ao credor e trazendo até o tabelionato os documentos listados abaixo:

1. Instrumento de protesto original (conforme artigo 894 do novo Código de Normas do TJSC- CNCGJ/SC)
OU

2. O título de crédito original protestado (cheque, nota promissória, duplicata, letra de câmbio, warrant, conhecimento de depósito, debênture, cédula de crédito rural, bancária, industrial, comercial), conforme art. 26 Lei 9.492/97 e art. 894 do novo CNCGJ/SC
OU

2. Carta de anuência, assinada por quem tem poderes para assinar pela empresa credora, com firma reconhecida por autêntica ou por semelhança. Quando o reconhecimento de firma não informar que quem assinou a carta de anuência assina pela empresa credora (esta informação deverá constar na etiqueta do cartório que reconheceu a assinatura), deve ser apresentada cópia autenticada do contrato social da empresa credora, atualizado e com o registro na Junta Comercial (ou RCPJ) e certidão simplificada da empresa credora, emitida pela Junta Comercial (ou RCPJ) a menos de 30 dias (original ou cópia autenticada. caso seja a simplificada eletrônica pode ser cópia simples), conforme Lei 8934/94, arts. 45 e 1.042 do CCB e art. 894 do novo CNCGJ/SC. Caso a carta de anuência seja assinada por procurador, trazer o original ou cópia autenticada da procuração atualizada. Procurações públicas devem ter sido expedidas a menos de 30 dias, trazer o original ou cópia autenticada. Procurações particulares devem vir com a firma reconhecida por autêntica e devem ser trazidas no original ou cópia autenticada, bem como, deve ser apresentado o contrato social atualizado da empresa credora (original ou cópia autenticada) e a certidão simplificada, emitida a menos de 30 dias.

Custos

Confira tabela de emolumentos: CLIQUE AQUI